06 maio 2011

um homem na banheira cá de casa

Não é de todo um bom filme do Honoré. Era para ter sido uma curta e assim deveria ter ficado. Todo o segmento da Chiara em NY é uma seca desnecessária. Mas tem esse monstro chamado Sagat e só por isso, vale cada imagem. Passa logo no Indie, no S. Jorge.

Sem comentários: